quinta-feira, 25 de setembro de 2008

ABSINTO

PLANTA QUE EM HEBRAICO SE CHAMA "laanah" E EM GREGO "apsinthos", PERTENCE AO GÊNERO DA ARTEMISIA COM CERCA DE 180 ESPÉCIE. ABISINTO É SÍMBOLO DE :
INJUSTIÇA
Vós que converteis o juízo em alosna, e deitais por terra a justiça ( AMÓS 5.7)
PUNIÇÃO
Portanto assim diz o SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel: Eis que darei de comer losna a este povo, e lhe darei a beber água de fel. ( JEREMIAS 9.15)
SOFRIMENTO
Lembra-te da minha aflição e do meu pranto, do absinto e do fel. ( LAMENTAÇÕES 3.19)

SÃO NOVE PASSAGENS BÍBLICA QUE FALA SOBRE O ABSINTO OU LOSNA:

Deuteronômio 29:18
Para que entre vós não haja homem, nem mulher, nem família, nem tribo, cujo coração hoje se desvie do SENHOR nosso Deus, para que vá servir aos deuses destas nações; para que entre vós não haja raiz que dê veneno e fel;
Provérbios 5:4
Mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois gumes.
Jeremias 9:15
Portanto assim diz o SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel: Eis que darei de comer losna a este povo, e lhe darei a beber água de fel.
Jeremias 23:15
Portanto assim diz o SENHOR dos Exércitos acerca dos profetas: Eis que lhes darei a comer losna, e lhes farei beber águas de fel; porque dos profetas de Jerusalém saiu a contaminação sobre toda a terra.
Lamentações 3:15
Fartou-me de amarguras, embriagou-me de absinto.
Lamentações 3:19
Lembra-te da minha aflição e do meu pranto, do absinto e do fel.
Amós 5:7
Vós que converteis o juízo em alosna, e deitais por terra a justiça.
Amós 6:12
Porventura correrão cavalos sobre rocha? Lavrar-se-á nela com bois? Mas vós haveis tornado o juízo em fel, e o fruto da justiça em alosna;
Apocalipse 8:11
E o nome da estrela era Absinto, e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque se tornaram amargas

USO NO CULTO PAGÃO:
BEBIDA DEDICADA A DEUSA ARTEMIS NA GRÉCIA ANTIGA
ORIGEM:
É ORIGINÁRIA DA EUROPA E ASIA, POSSUI FOLHAS RECORTADAS E CINZENTA, POSSUI UMA SUBSTÂNCIA CHAMADA TUJONA QUE PODE CAUSAR CONVULSÇOES E ESPASMOS.
REMEDIO:
FOI UTILIZADA COMO PLANTA MEDICINAL PARA COMBATER VERMES.









TEOR ALCOÓLICO:
O ABSINTO TEM COR VERDE CLARA E QUANDO ENVELHICIDA TEM UMA COR CASTANHO CLARO, SEU TEOR ALCOÓLICO É ELEVADÍSSIMO ENTRE 45% A 89% DE TEOR ALCOÓLICO. ESTA BEBIDA FICOU APELIDADE DE "fada verde" DEVIDO O SEU PODER ALUCINÓGENO.



ABSINTO - A FADA VERDE ENGARRAFADA
Absinto é uma bebida que mistura óleo essencial da planta Absinto com mais 15 ervas, tudo dissolvido em alcool 70%. A bebida foi criada em 1792 pelo dr. Pierre Ordinaire, um médico francês radicado na Suiça, que inventou a fórmula para servir de remédio para seus pacientes. Em 1805, o Absinto perdeu seu caráter medicinal e ganhou o status de "bebida nacional" franco-suíça.
Mais do que uma bebida forte, o Absinto é, vamos dizer assim, alucinógena. Seu princípio ativo é uma neurotoxina chamada de "Thujone". Isso somado à boa quantidade de clorofila presente no Absinto, garantiu à bebida o poético apelido de "Fada Verde". Onze entre dez artistas, gênios e loucos do início do século eram amantes de tal fada. Não era raro encontrar figuras como Verlaine, Van Gogh, Picasso e Hemingway, entre outros tantos, sentados à mesa de um café, bebendo Absinto. O ritual era o mesmo: Um pouco de água gelada era derramada sobre uma


Conhecida como losna ou absinto, a "Artemisia absinthium L." apresentasubstâncias poderosas que tanto podem curar como intoxicar.Conheça melhor esta planta antes de usá-la.
Quem já provou um chá de losna conhece a principal característica desta planta: o sabor amargo. E dizem que essa característica foi até citada num provérbio de Salomão que teria declarado: "a infidelidade, ainda que possa ser excitante e doce no seu início, costuma ter um fim amargo como a losna". Na Grécia Antiga esta planta era dedicada à Ártemis, deusa da fecundidade e da caça. Daí a origem de seu nome científico. Popularmente, a losna também é conhecida como absinto, erva-do-fel, alenjo, erva-de-santa-margarida, sintro e erva-dos-vermes. As propriedades aperitivas (estimulante do apetite), vermífugas e estomacais explicam o uso da planta no preparo do vermute e do licor de absinto, entretanto, vale lembrar que a presença de uma substância tóxica - a tuinona - pode produzir efeitos altamente perigosos. Em doses elevadas, os chás e outros preparados a partir desta planta podem provocar tremores, convulsões, tonturas e até delírios. No século XIX, registrou-se vários casos de intoxicações e até mortes provocadas pelo uso de um licor obtido pela maceração do absinto em álcool. Na maior parte das vezes, o licor de absinto era usado como alucinógeno e não com finalidades medicinais.
A "fada verde"O licor de absinto era muito apreciado por famosos poetas e artistas como Van Gogh, Rimbaud, Baudelaire e Toulouse-Lautrec, entre outros. Ao que tudo indica, aquele destilado de ervas cor verde-esmeralda, também chamado de "fada verde", seria o responsável pelo comportamento bizarro de Van Gogh. E, recentemente, pesquisadores da Universidade da Califórnia em Berkeley, nos EUA, identificaram nas substâncias presentes nos destilados preparados com losna ou absinto, propriedades capazes de causar convulsões, alucinações, surtos psicóticos; dependendo da dosagem. Além disso, os estudos demonstraram que o uso crônico pode provocar danos neurológicos permanentes. A combinação entre a dosagem de álcool e as substâncias presentes nesta planta pode ser perigosa e, por essa razão, a maioria dos especialistas costuma recomendar o uso da losna ou absinto na forma de infusão (no máximo duas xícaras de chá ao dia) e evitar a extração do sumo por maceração.Planta pertencente à família das Compostas, originária da Europa, a losna (Artemisia absinthium L.) é uma planta herbácea, perene (cultivada muitas vezes como anual), que alcança de 1 a 1,20 m. de altura. Produz folhas recortadas, de coloração verde-acinzentada e flores amarelas, bem miúdas e reunidas em pequenos cachos. Em algumas regiões do Brasil a floração da planta é difícil, principalmente em locais muito quentes ou com sol intenso; por isso, para finalidades medicinais costuma-se utilizar mais as folhas do que as flores.Também é muito importante lembrar que a losna ou absinto (Artemisia absinthium L.) não deve ser confundida com outra planta muito conhecida: o abrótano (Artemisia abrotanum L.) que apresenta folhas mais finas e sabor agradável.
Cultivo e colheitaA losna se propaga por meio de sementes, por divisão de touceiras ou por estaquia. O solo ideal para o cultivo deve ser argilo-arenoso, fértil e profundo. Para o plantio em vasos ou jardineiras, é essencial garantir uma profundidade de 30 cm, mais ou menos. A planta é muito resistente a doenças, raramente é atacada por insetos, porém, é essencial a retirada de ervas daninhas que podem prejudicar o seu desenvolvimento. Recomenda-se cautela com a aplicação de adubos ou fertilizantes (naturais ou químicos), pois o excesso pode prejudicar o aroma da losna. A adição de composto orgânico em doses controladas favorece o cultivo. Se a finalidade da colheita for as folhas, deve-se retirá-las aos primeiros sinais da formação dos futuros órgãos de reprodução, para evitar a perda dos princípios ativos. Caso a finalidade seja obter as flores, a colheita deve ser realizada assim que estas começam a se formar, pois a planta permanece florida por cerca de sete dias e, após esse período, as flores se tornam muito sensíveis, desmanchando-se e caindo com facilidade. Para melhor conservação, a losna pode ser armazenada seca: coloque as folhas e flores estendidas em local ventilado, longe da exposição aos raios solares e depois guarde em caixas de madeira, de preferência.
Usos e cuidados Os componentes responsáveis pelo uso medicinal da losna ou absinto são: um óleo essencial (vermífugo e emenagogo), absintina (responsável pelo sabor amargo), resinas, tanino, ácidos e nitratos. Como planta digestiva e aperitiva, sua ação se dá pelo estímulo à salivação e à produção de sucos gástricos e, por essa mesma razão, não é recomendada para pessoas que apresentam problemas como úlceras e gastrite. Usada corretamente e sem excessos, a infusão da losna pode aumentar a secreção biliar, favorecendo o funcionamento do fígado e, ingerida meia hora antes da refeição, pode agir como estimulante do apetite e auxiliar da digestão. Quanto aos cuidados, não é recomendável o uso por mulheres grávidas e crianças. Além disso, a maceração da planta com álcool, segundo alguns estudos já realizados, apresenta graves perigos, podendo provocar dependência, alucinações e convulsões.
Curiosidades: A palavra "vermute" tem tudo a ver com a losna: significa "warmwurz", ou seja, "raiz quente" e é o nome da losna em alemão. Já em grego, a palavra losna significaria "privado de doçura". A medicina popular desaconselha o uso da losna por mulheres em fase de amamentação, pois a planta "torna o leite amargo".O absinto é famoso desde tempos muito antigos, pelas suas virtudes medicinais, sendo inclusive citado num papiro egípcio que data de 1.600 a.C


5 comentários:

  1. olá,é interessante o absinto numca tomei e acho que não quero não,mais comprei um perfume com nome absinto de cor verde pois componentes tem o absinto mesmo,pode me chamar de louca + percebi desd o primeiro dia que toda vez que uso ele arrumo uma confução do nada fiquei preoculpada e percebi que é quando uso ele,por isso resolvi fazer uma pesquisa na net p/ descobri o porquer deste misterio,e agora sei esta eva é um pé de confusão é serio,não vou usar + ele estou comedo, ate sonha com ele falando comigo eu sonhei to fora deus me livre.xau

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que fez muito bem em parar de usar esse perfume, porque eu tambem usava e me dei muito mal por causa dele,porque todas as vezes que eu usava me sentia posuida por um espirito maligno(a pomba gira)e então eu me aproximava de homens e me insinuava pra eles,sem conseguir me controlar pois o desejo que eu sentia de posui-los era muito forte,eu estava muito bem na igreja antes de compra-lo mais depois tudo começou a dar erado,os pensamentos de prostituição não saiam da minha mente até cheguei a ter um relacionamento fora do casamento,e hoje estou pagando o preso,agora já joguei o perfume,e as coisas estão melhorando para mim.

      Excluir
  2. Esqueceram algumas curiosidades sobre Artemísia Absinto: Absinto em Grego significa "abster-se" (de nao ter filhos) "ventre vazio", PORQUE ELA É ABORTIVA. Foi o pedido de Diana, deusa lua do qual essa planta era dedicada na antiguidade de nunca ter filhos, depois que viu, apavorada, as dores do difícil parto de seu irmão, o Sol. foi proibida por lei na França e alguns países Europeus nos meados de 1887 por aí,por provocar alucinações em mulheres e crianças.Havia na França daquela época uma pesquisa em curso que pretendia descobrir o porque dessa planta afetar tanto as mulheres sendo o homem mais resistente. Essa ideia persistiu até o seculo seguinte e até nos anos 60 a 70 quando então a bebida "Vermut" composta pela Artemísia foi muito procurada para embriagar facilmente as mulheres com intenções de abusos.Mas o real motivo da 'implicância' da Justiça Europeia naquelas épocas foi mesmo em virtude das propriedades abortivas dessa planta tal como a Arruda (ruta graveolens) usada no Brasil colonia para provocar abortos nas escravas, com gravidez indesejada pelos seus Amos e Senhores. Róger Desales

    ResponderExcluir
  3. Um perfume provoca desejo sexual inapropriado... Me deixe, viu. A cidadã já carrega o fogo no rabo de antes e diz que é perfume.

    ResponderExcluir
  4. Um perfume provoca desejo sexual inapropriado... Me deixe, viu. A cidadã já carrega o fogo no rabo de antes e diz que é perfume.

    ResponderExcluir